quinta-feira, 15 de julho de 2010

A rara beleza de uma Fêmea de Falcão Branco.

Dentro de um universo de guitarras, existe um modelo que eu acho maravilhoso. A Gretsch White Falcom. E claro, eu adiquiri uma. Afinal de contas sempre foi um sonho ! A minha White Falcom é uma femea e reedição do modelo introduzido em 1955. Além disso ela possuí captadores DynaSonic que são singles, tem aquele corpão imenso e branco com Binding Dourado. Também tem o cordal com desenho em V (muito feminino por sinal) e logo G e o tampo em solid Spruce. Me lembro de quando a recebi em minha casa, aproximadamente há uns 4 anos atrás. A deixei encostada confortalvemente sobre a cadeira de meu quarto e quando minha esposa a olhou pela primeira vez logo tratou de depreciá-la dizendo que aquela beleza toda era horrorosa. Eu logo me senti ofendido e pensei na falta de sensibilidade de minha esposa. As mulheres realmente não entendem nada sobre guitarras. Não são capazes de colocar uma White Falcom no colo fazendo com que o cérebro volte para um passado distante e histórico em branco e preto. Como pôde ela achar essa guitarra horrorosa ??? Fiquei indignado. Talvez tão indignado quanto ela ficaria se soube-se o valor que paguei por uma "mera guitarra". No final das contas eu compreendi que ela se sentiu ameaçada. Como se estivesse disputando seu marido com uma linda mulher !Afinal de contas, uma White Falcom pode ser considerada por muitos seres masculinos, com uma belíssima e sensual amante de voz doce !

Caindo um pouco mais na real, como a White Falcom é uma guitarra relativamente cara e delicada, eu raramente costumo tirá-la do case. Recentemente descobri um problema de umidade no ambiente em que guardo meus instrumentos. Acabei comprando alguns anti mofos daqueles vendidos em mercados na tentativa de suavisar o problema e resolvi que é preciso cuidar melhor de minhas garotas. Ou seja gastar uma boa grana com trocas de cordas e produtos para polimento e  limpeza das garotas do meu cabaret.  Sabe-se certamente que uma boa amante costuma custar caro.

Ao abrir o case da White fiquei muito preocupado, pois as peças douradas estão num estado não muito agradável. Elas estão opacas e manchadas, talvez pelo excesso de umidade. Resolvi desmontar a guitarra toda e dar um trato nas peças. Apesar de achar que guitarras devem envelhecer naturalmente, neste caso, acabei ficando chateado com as marcas do tempo. É algo como olhar aquela garota linda por quem você sentia tanta atração no passado ficando velha e cheia de rugas. Adoro o som doce deste instrumento e seu visual maravihoso e por isso vou usá-la para gravar uma das músicas do meu disco solo. Em breve vou estar trocando suas cordas e montando a guitarra novamente então postarei fotos da belíssima moça vestida.

2 comentários:

Roberto Terremoto BluesMan disse...

Que coisa LINDA!!!!!

Crotti disse...

Linda né Robertão ?
Valeu